"Vivo da floresta, protejo ela de todo o jeito, por isso vivo com a bala na cabeça a qualquer hora, porque vou para cima, eu denuncio. Quando vejo uma árvore em cima do caminhão indo para uma serraria me dá uma dor. É como o cortejo fúnebre levando o ente mais querido que você tem, porque isso é vida para mim que vivo na floresta e para vocês também que vivem nos centros urbanos."

Zé Claudio, assassinado em maio de 2011.



quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Minha humilde "hortinha"

Acredito que a maioria de vocês já sabe que eu tenho cachorros. Não um, nem dois, mas o meu bando, que no atual momento conta com o número de 9 integrantes. Por este motivo e até eu adequar uma cerca eficiente para finalmente plantar no chão, todos os meus vasos e mudinhas ficam suspensos, porque apesar de serem carnívoros, os meus cachorros não dispensam uma ervinha aromática ou hortaliça.

Manjericão


Este lindo pésinho de manjericão, nem lembra mais a pequenina mudinha, que comprei na feira, há muitos meses atrás. Além de grande e lindo, está todo florido...e além de proporcionar mais sabor aos meus pratos, atrai abelhas encantadas com suas pequenas flores. Como não ligo muito para essa questão de estética, o vaso onde ele está é simplesmente um balde velho, quebrado e recuperado...

O manjericão é na verdade um arbusto, quando plantado no chão fica muito mais lindo e carregado. Mas não chega a fazer inveja ao meu...o que acham?
O manjericão exala um perfume incrível e possui inúmeras propriedades medicinais.
O manjericão adora sol e calor e exige regas diárias.





Arruda

Não tenho muita sorte com arruda. Normalmente elas chegam num certo tempo e acabam morrendo. Esta, apesar de pequena, já está comigo há mais de um ano, era uma muda beeem miudinha, que a Dona Maria me deu. A Dona Maria é uma dessas senhoras que tem de tudo um pouco no seu delicioso quintal...e enquanto me encontro no jardim da infância no quesito plantação, Dona Maria certamente já é pós graduada. Me ensina demais e me arranja mudinhas de tudo. A arruda é conhecida popularmente por afastar todo o mal. Também ajuda no combate de piolhos. O cheiro é incrível, como todos devem saber. A arruda também exige regas frequentes e prefere o sol mais indiretamente.



Citronela

A citronela era um dos meus sonhos de consumo...que como podem ver eu alcancei! Essa mudinha é bastante simplória; quando plantada no chão, a citronela se espalha com tamanha facilidade e rapidez. Em vasinhos, infelizmente não atingem tal ponto. Ainda assim, esta pequena muda, espalha seu maravilhoso cheiro em cada leve brisa que passa. Os mosquitos fogem...E a casa fica completamente aromatizada. Amo!!






Maracujá


Presente da Dona Maria também. Amo maracujá e o sonho de fazer suquinhos com as frutas colhidas do meu próprio pé estão prestes a se realizar. Uma planta trepadeira, que cresce enrolada as árvores primárias, porque prefere também o sol indireto. Aqui ela vai se enrolar na madeira do telhado da varanda e espero que me dê muuuitos maracujás suculentos, além de suas lindas e conhecidas flores.






Guaco




O Guaco é amplamente conhecido pela suas propriedades medicinais. Uso suas folhas para fazer xaropes naturais mega expectorantes, que para os meus filhos funcionam muito melhor que a maioria de corticóides que médicos alopatas insistem em receitar.







Tomate

Outro sonho de consumo. Tomate é certamente a coisa que mais amo na vida. Quando era criança, as pessoas da minha família me perguntavam se eu queria comer tomate ou chocolate e eu sem titubear, ficava com a primeira opção. Estas pequenas mudinhas, ainda estão longe de produzir frutos...mas com a natureza é assim, plantamos e esperamos...que em seu tempo ela trabalha por nós. Plantei estas mudinhas com semetinhas dos prórpios tomates orgânicos que comprei...(mais um balde que virou vaso)

Salsa e Cebolinha

Quase um bem casado, tamanha a harmonia desta combinação em qualquer prato culinário. A salsinha já esteve bem maior do que agora. Já esta cebolinha eu plantei com os talos de uma maço comprado na feira.
Se você acha que não tem jeito para plantar, sugiro que comece com uma delas. Pegam muito fácil e não dão o menor trabalho. Deixem-nas em lugares aonde tomarão bastante sol e regue quando a terra estiver seca. Ponto final. Tempeiro garantidíssimo e nenhum trabalho.


Cedro Rosa e Ipê Roxo

Pequenos exemplares de duas lindas árvores nativas da mata atlântica...que cultivarei em vasos até o momento certo para replantá-las diretamente na terra. Amo esse trabalho de formiguinha. Esperando pelo tempo da natureza e dando uma forcinha aos nossos irmãos cultivadores (pássaros, insetos, morcegos, etc.)



Araçá

Muita gente nunca ouviu falar, mas o araça é uma árvore de pequeno porte, natural da mata atlântica, da família das goiabeiras, que dá frutos semelhantes. Muito encontrada no início do século. Hoje é rara aqui no sudeste. Este exemplar eu trouxe do Viva Mata, no Ibirapuera. Ela vêm crescendo muito bem e logo poderei replanta-la no chão.






Hortelã



O hortelã é uma das minhas ervas favoritas. Nunca deixo faltar. Adoro os chás que faço, diretamente com suas folhas. Também uso em alguns pratos. O cheiro também é maravilhoso e se espalha com grande facilidade.







Alecrim



O alecrim (alegria) é muito resistente ao sol e ao calor extremos. Adoro chá de alecrim e a aromatização que dá aos pratos. Dizem que quando passado nos cabelos ajuda no crescimento. Esta é uma pequena mudinha, recém comprada. Elas podem chegar a 1 metro de altura, quando os ramos se estruturam para frente.






Agrião


Esse agrião, assim como a cebolinha, foi plantado com os talos de um maço que comprei. Quando menos esperava o vaso já estava assim cheinho. Já usei folhas dele e ele já se regenerou de novo. Uma delícia!!!



Violetas

Todos esses vasinhos foram presentes de uma vizinha querida. Nunca tive muita sorte com violetinhas, mas estas parecem que adorarm seu novo lugar. Algumas já floresceram, outras ainda não. Apesar de não possuirem grande serventia ambiental (para mim, logicamente, na natureza, certamente, elas têm sua função), alegram e enfeitam minha humilde casinha.

Roseira



Essa pequenina roseira, foi meu presente de dia das crianças para a minha filha que AMA essa flor. Podem chamar de mão de vaca, mas felizmente minha filha dá mais valor a vida do que a eletrônicos inúteis. Mais para frente também será replantada no chão para crescer muito mais.






Compostagem


Este "canteiro" improvisado, totalmente na gambiarra, com telhas que já estavam nessa casa, paralelepipedos descartados na rua e pneus velhos (realmente não me importo com a estética), de início foi projetado para receber sementes de hortaliças e raízes. Cheguei a jogar sementes de couve...mas no dia seguinte...


...o Arthur, meu filho de rabo, número 8, havia entrado no nosso canteiro, espalhado toda a terra preparada e lançado as sementes ao léo. Fim de sonho...este espaço ficou destinado a compostagem. Entre folhas secas, que recolho da rua, misturo todo meu lixo orgânico sem serventia: borra de café, cascas de frutas, sachês de chá, restos orgânicos em geral. Misturo esse composto, periodicamente e aguardo, como de costume. Em breve daqui sairá mais terra, de ótima qualidade, para alimentar mais e mais vasinhos, já que minhocas brasileiras mesmo, bem maiores que as californianas, aparecem espontaneamente para auxiliar meu trabalho.

E como a natureza é infalívelmente incrível...alguns pésinhos de couve sobreviveram ao Arthur...Replantei em garrafas pet e um dos maços já virou almoço.


É isso...conforme a plantação for aumentando, venho aqui dividir meus resultados com vocês...Espero ter animado os leitores com esta postagem. Porque como viram,  é bem fácil cultivar ervas e hortaliças em vasos. Em garrafas pet mesmo. Uso muito aqui em casa e para presentear amigos.

Mais para frente vou elaborar um passo a passo de horta vertical com garrafa pet, super simples e mega funcional...

6 comentários:

Tata disse...

Oi Mari, como vc está?
Quanto tempo!!
Adorei sua hortinha, está linda, quando tiver meu cantinho quero muito fazer uma horta, dá um saber de saúde ao alimento, um cheirinho de natureza para o ambiente.
Parabéns!
Tati

Tulio Malaspina disse...

Showwww!! Adoro plantas!
;)

Mariana MT disse...

Adorei a visita de vcs dois...
Sempre desejei cultivar uma hortinha em casa, mas por causa da cachorrada, os vasos ficam distribuídos e muita vez não iam para frente. Finalmente, dessa vez está dando certo. Não vejo a hora de começar a colher...

R1B@5 disse...

Mariana, tudo bom?

Achei bem bacana a idéia das hortas em garrafas pet, é uma ótima oportunidade para reaproveitar o que consumimos e ainda criar plantas que podemos utilizar na alimentação. Isso tudo com controle sem necessitar de agrotóxicos e utilizando também adubação por meio da compostagem.

Está de parabéns pela iniciativa, sou biólogo e prezo sempre por escolhas sustentáveis. Bem legal seu blog.

Grande abraço,
Luiz

Mariana MT disse...

Obrigada e bem-vindo, Luiz.
Antes eu fazia a compostagem apenas com as folhas da árvore da minha rua, que ainda assim rendeu adubo de ótima qualidade. Agora estou conseguindo compostar todo o meu lixo orgânico e estou adorando a experiência. Apareça, sempre!

Ana Filipe Dias disse...

Olá adorei o blog e também estou a tentar fazer uma mini horta no pequeno espaço que aqui temos em casa...só temos salsa para já :D Bem vou adicionar o seu blog aos meus links de blogs :D se quiser espreitar o meu e achar que merece estar nos seus links o meu é: veganfazsabor.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...