"Vivo da floresta, protejo ela de todo o jeito, por isso vivo com a bala na cabeça a qualquer hora, porque vou para cima, eu denuncio. Quando vejo uma árvore em cima do caminhão indo para uma serraria me dá uma dor. É como o cortejo fúnebre levando o ente mais querido que você tem, porque isso é vida para mim que vivo na floresta e para vocês também que vivem nos centros urbanos."

Zé Claudio, assassinado em maio de 2011.



domingo, 4 de dezembro de 2011

Nesse Natal...boicote uma multinacional!

Ano passado deixei minhas dicas para um natal menos capitalista e mais sustentável. Neste ano deixo uma pequena lista de artistas, cooperativas ou empresas, às margens das grandes coorporações, para que você tenha outras alternativas, além de torrar seu precioso tempo e dinheiro nos malditos shopping centers.


Quer presentear alguém?
Boicote uma multinacional e fortaleça o mercado regional.

Seguem algumas indicações:

Além da Rua Atelier - reaproveitamento e restauração
Observar e Absorver - arte reflexiva
Vem do Lixo - reaproveitamento
Anabelle Roset - vitrais
Mercado do Beco - reaproveitamento - vários artistas
Flor da Pele - cosméticos naturais
Ecotece - vestuário
ArteSol - artesanato
Coarte - artesanato
Blog do Artesanato Sebrae - cooperativas de artesanatos em todo Brasil
Phytoterápica - óleos essenciais
Granado - cosméticos

Essas são apenas algumas indicações, pesquise outras.  O ideal mesmo é olhar em volta. Comprar o panetone daquela vizinha que faz pães e doces caseiros, ou uma bolsa artesanal e única confeccionada pela costureira amiga, entre tantas outras opções, muito mais próximas do que você pode imaginar.

Eu também volto a bater na mesma tecla: presentes vivos! Reaproveite um simples caixote de feira, transforme numa linda jardineira e pronto...um lindo presente que vai sobreviver ao ano novo também. Mudas de árvores frutíferas que podem inclusive, ser cultivadas em vasos, naquela parte esquecida do quintal, na calçada da sua casa ou jardim do seu prédio.

Mais ideal ainda seria nem cogitar a idéia de comprar o tender e o peru, ignorando o abate em massa destas pobres espécies vistas como comida de fim de ano.

Revolucione seu natal. Fuja da mesmisse. E reinvente sua forma de comemorar. Sem empresas escravocratas, sem matança, sem dor...só assim o natal pode realmente ser considerado feliz!


3 comentários:

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Boa, muito boa!

.bárbara disse...

A festa de natal esse ano já está fora de cogitação por eu estar desempregada. Vai ver "há males que vem para bem", se aplica.

Contudo, minha mãe sempre usa um ou outro ou até um frango para compor a ceia.

Eu gosto de montar e decorar a árvore de natal. Isso faço desde criança, é mais um hábito.

De resto, pensei em dar presentes simples (por questões financeiras mesmo) como esmaltes, etc.

Gostei das suas opções, vou bisbilhotar.
:**

Mariana MT disse...

Obrigada, meninas...

E no final...quando a ceia consegue preservar os valores reais do natal...o tipo de comida ou a marca dos presentes é o que menos deveria importar...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...